Home

Livro de horas
Códice 114 Manizola

Sete Dias, Sete Livros, Sete Tesouros [O que é isto?]
O livro de horas era um livro de oração para laicos, normalmente encomendado por reis e nobres, com conteúdo de leitura litúrgica para cada hora do dia, de onde lhe vem o nome, e utilizado nas devoções particulares.
É típico do período medieval mas manteve a sua popularidade no início do período renascentista pelo interesse cada vez mais demonstrado pelos laicos em falar directamente com Deus e os santos e não exclusivamente através da Igreja e do clero ordenado.
Cada livro de horas contém uma colecção de textos, orações e salmos a serem recitados oito vezes por dia. O número de orações baseava-se no Salmo V que diz “eu te louvarei sete vezes ao dia” a que somava “a meia-noite me levantarei para te agradecer”, e incluía geralmente no início um calendário com os dias das festas litúrgicas.
Estas obras eram, muitas vezes, personalizadas para utilizadores individuais e iluminadas com pinturas em miniatura que descreviam a vida de Cristo, da Virgem Maria e dos Santos de maior devoção pessoal, possuindo assim uma dimensão lúdica e recreativa. O encanto das suas imagens, cores e dourados assegurou que se tenham conservado em grande número.
A BPE conta com uma importante colecção de livros de horas, na sua maioria manuscritos, mas com alguns exemplares impressos.
O Códice 114, aqui apresentado, é um manuscrito em velino, possivelmente francês, decorado com capitulares douradas e cenas religiosas onde já se nota alguma preocupação com a perspectiva. Apresenta ainda cercaduras muito iluminadas com elementos de fauna e flora.

Bibliografia:

CEPEDA, Isabel Vilares, “Manuscritos medievais iluminados” in Tesouros da Biblioteca Pública de Évora. coord. João Ruas. Lisboa: Medialivros, 2005

Anúncios