Home

Sete Dias, Sete Livros, Sete Tesouros [O que é isto?]

A BPEconta com uma importante colecção de obras dedicadas às Ciências Náuticas e Cartografia; a sua relevância deve-se não tanto ao seu número mas mais à sua raridade e interesse histórico-ciêntifico.

O núcleo de obras dedicadas às Ciências Náuticas contém espécies fundamentais para o estudo da evolução da arte de navegar no Portugal da época dos Descobrimentos; algumas são exemplares únicos. Para além das obras puramente cientificas, existem também obras de carácter prático.

Os estudos teóricos culminavam frequentemente na produção de roteiros náuticos nos quais se compilava toda a informação necessária para se chegar às terras recém-descobertas. A cartografia náutica é escassa, apenas alguns portulanos e vistas litorais ou levantamentos cartográficos rudimentares feitos a partir dos navios. Já as obras que documentam o Império Ultramarino e a presença portuguesa são abundantes, contando com plantas de fortalezas e cidade, e mapas territoriais.
A proveniência desta colecção é difícil de estabelecer mas algumas espécies têm a indicação de que pertenceram a Fr. Manuel do Cenáculo ou à Universidade de Évora.

COD CXV / 2 – 1 (Planta 15)

Livro das Plantas de todas as Fortalezas, Cidades e Povoações do Estado da Índia Oriental, de António Bocarro

 


Em 1632, o Rei D. Filipe III de Portugal, ordenou ao Vice-Rei da Índia, D. Miguel de Noronha, Conde de Linhares, que lhe enviasse uma descrição detalhada de todo o Estado da Índia.

Desse trabalho, foi encarregado o cronista António Bocarro, que o realizou até 1635, aproveitando todas as informações que o exercício do cargo lhe permitiu obter.

Anexo ao Códice, existe um conjunto de 48 Plantas coloridas, sobre papel, da autoria dePedro Barreto deResende, na época secretário do Vice-Rei. As plantas, representando as fortalezas, mostram fortificações, monumentos, casas, vegetação, navios… .

Por razões de segurança, foram feitos dois exemplares gémeos do texto e das plantas, enviados para o Rei, em navios diferentes, e sabe-se que ambos chegaram a salvo a Lisboa. Um destes exemplares, naturalmente, é o da BPE. O outro, tanto quanto se sabe, estará na posse de particulares.

Bibliografia:

  • CID, Isabel (trad). O livro das plantas de todas as fortalezas, cidades e povoações do Estado da Índia Oriental. [Lisboa]:Imp. Nacional – Casa da Moeda,imp.1992.
  • RIVARA, Joaquim Heliodoro da Cunha. Catálogo dos Manuscritos da Biblioteca Pública Eborense. 4 vols. Lisboa: Imprensa Nacional, 1850-1871. Disponível on-line no site daBiblioteca Pública de Évora .
  • GUERREIRO, Inácio, “Ciência náutica e cartografia” in Tesouros da Biblioteca Pública de Évora. coord. João Ruas. Lisboa: Medialivros, 2005.
Anúncios