Home

poesia_net

JOSÉ GOMES FERREIRA

MENINO QUE VAIS NA RUA

Menino que vais na rua,
não cantes nem chores: berra.
Cospe no céu e na lua
e aprende a pisar a terra.
Aprende a pisar o mundo.
Deixa a lua aos violinos
dos olhos dos vagabundos
e dos poetas caninos.
Aprende a pisar a vida.
Deixa a lua às costureiras
– pobre moeda caída
de quem não tem algibeiras.
Aprende a pisar no chão
o silêncio do luar
sem sentir no coração
outras pedras a gritar.
Pisa a lua sem remorsos,
estatelada no solo…
Não hesites! Quebra os ossos
dessa criança de colo.
Pisa-a, frio, com coragem,
sem olhos de serenata:
que isso que vês na paisagem
não é ouro nem é prata.
Menino que vais na rua,
não chores, nem cantes: berra
ou então salta prà lua
e mija de lá na terra.

 

                                   PESSOAIS

                                   1939-1940

José Gomes FERREIRA
Poeta Militante I
[Lisboa]: Círculo de Leitores, 2003
Cota: 821.134.3-1   FER/POE-I

Anúncios