Home

poesia_net

Oiça aqui a canção de José Mario Branco

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

http://www.youtube.com/watch?v=Xc_fMCp36mI

 

LUÍS DE CAMÕES

MUDAM-SE OS TEMPOS, MUDAM-SE AS VONTADES

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança;
todo o mundo é composto de mudança,
tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
diferentes em tudo da esperança;
do mal ficam as mágoas na lembrança,
e do bem (se algum houve), as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
que já coberto foi de neve fria,
e, em mim, converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
outra mudança faz de mor espanto,
que não se muda já como soía.

                              POESIA LÍRICA

                                   SEC. XVI

Luís de CAMÕES
Poesia lírica
[Lisboa]: Ulisseia, 1988
Cota: 821.134.3-1   CAM/POE

Anúncios